Foto: Pedrosa Neto / Amazônia Real
Selo

AS AMERICANAS CAPITAL GROUP, BLACKROCK E
VANGUARD: PRINCIPAIS financiadores CÚMPLICES
NA DESTRUIÇÃO DA AMAZÔNIA

Considerando o valor total dos empréstimos, subscrições, investimentos em ações e em títulos, as mineradoras destacadas neste relatório receberam USD 54,1 bilhões em financiamento do Brasil e exterior. No ranking geral, as corporações sediadas nos Estados Unidos seguem sendo algumas das principais financiadoras cúmplices na destruição. Juntas, as gestoras Capital Group, a BlackRock e a Vanguard investiram USD 14.8 bilhões nas empresas citadas por seus interesses em Terras Indígenas e pelo histórico de violações de direitos.

O Capital Group, empresa de serviços financeiros dos Estados Unidos, conta com USD 7 bilhões

em ações nessas empresas. A BlackRock, maior gestora de investimentos do mundo, possui quase USD 6.2 bilhões em ações nessas empresas, e a Vanguard, cerca de USD 1.6 bilhões.

Importante também ressaltar a participação de instituições financeiras brasileiras na lista dos cinco maiores financiadores. O fundo de pensão brasileiro PREVI (Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil) é o responsável pelos mais altos investimentos nestas mineradoras, com mais de USD 7.4 bilhões, seguido pelo banco Bradesco, com quase USD 4,4 bilhões. Veja a lista com investidores mais frequentes no Anexo I (páginas 82 e 83).

TOP CREDORES: FRANÇA, EUA, ALEMANHA E JAPÃO
PRINCIPAIS CREDORES DA MINERAÇÃO INDUSTRIAL NO BRASIL

No período analisado, o banco francês Crédit Agricole foi o maior credor dessas mineradoras, com 698 milhões de dólares em empréstimos e subscrições, seguido de perto pelo Bank of America, dos Estados Unidos, com 670 milhões de dólares. Em terceiro, outro banco europeu, o alemão Commerzbank, com 668 milhões de dólares, seguido pelo conglomerado Citigroup, também dos Estados Unidos, com 651 milhões, e pelo SMBC Group, do Japão, com 525 milhões de dólares.

EMPRÉSTIMOS E SUBSCRIÇÕES

Em milhões de dólares (out.2016 a out.2021)


Fonte: Profundo Research and Advice. Complicity in Destruction IV - Financial Links. Nov. 2021.


A Vale foi a mineradora que atraiu os maiores valores em empréstimos e subscrições, com US$ 4,1 bilhões, seguida pela Anglo American (US$ 3,94 bilhões), Glencore (US$ 2,2 bilhões), Rio Tinto (US$ 1,1 bilhão), Anglo Gold Ashanti (US$ 465 milhões) e Minsur (US$ 289 milhões). Os valores identificados para Belo Sun (US$ 57 milhões) e Potássio do Brasil (US$ 2 milhões) foram menores

TOP INVESTIDORES: INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS E NORTE-AMERICANAS
PRINCIPAIS ACIONISTAS DAS EMPRESAS DESTACADAS

Até outubro de 2021, instituições financeiras do Brasil e exterior haviam investido um valor de USD 41,9 bilhões em ações e títulos das empresas selecionadas, atribuíveis às suas atividades no Brasil. Quase a totalidade delas, 98%, em ações, e somente 2% em títulos.

O principal investidor em ações e títulos das empresas selecionadas é o fundo de pensão

brasileiro Previ - Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil, com USD 7.4 bilhões de dólares, seguido pela gestora de recursos americana Capital Group, com valor de investimento atribuível às atividades no Brasil de USD 7,05 bilhões. Em seguida, vem a grande gestora de recursos americana BlackRock, com quase USD 6,2 bilhões de dólares.

LEIA O RELATÓRIO COMPLETO:
Download
Contatos para a Imprensa
Camila Rossi:
crossi@amazonwatch.org
Ada Recinos:
ada@amazonwatch.org